MUVI - Museu Virtual de Artes Plásticas
José Antonio de Lima
Outros
trabalhos de
José Antonio de Lima

Folder digital
(clique na imagem))
Para abrir o arquivo, será necessário o programa winzip pi similar (os arquivos estão no formato .zip) O cartaz e o folder estão em tamanho A4 cada um.
Outros artistas no MUVI

José Antonio de Lima
Sacramento/MG, 1954

Formado em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo pela Universidade Estadual de Londrina, Paraná, em 1979. Desenvolve atividades na área de Artes Plásticas desde 1985, tendo frequentado diversos cursos, entre eles, o de Desenho no atelier do Museu da Arte Contemporânea - MAC/Curitiba; Desenho e História da Arte em 1988 e Escultura em 1993, no Museu Alfredo Andersen, também em Curitiba. Atualmente pesquisa técnicas múltiplas, trabalhando em seu próprio atelier.

 

 

 

 

Currículo artístico


Pasta de papel e colagem sobre tela.2004.1,5 x 2m.

Pasta de papel e colagem sobre tela.2004.1,5 x 2m.

Pasta de papel e pigmentos sobre tela.2004.1,45 x 2m.

Pasta de papel e pigmentos sobre tela.2004.1,45 x 2m.

Pasta de papel e pó de ferro sobre tela.2003. 1,50 x 1.50m. .

Pasta de papel e pó de ferro sobre tela.2003. 1,50 x 1.50m. .

Pasta de papel e pó de ferro sobre tela.2003.1,50cm x 1.50cm.

Pasta de papel e pó de ferro sobre tela.2003.1,50cm x 1.50cm.

Pasta de papel e pó de ferro sobre tela.2003.1,5 x 1.5m.

Pasta de papel e pó de ferro sobre tela.2003.1,5 x 1.5m.

Pasta de papel e pó de ferro sobre tela.2003. 1,5 x 1.5m.

Pasta de papel e pó de ferro sobre tela.2003. 1,5 x 1.5m.

Pasta de papel e pó de ferro sobre tela. 2002. 80 x 120cm.

Pasta de papel e pó de ferro sobre tela. 2002. 80 x 120cm.

Pasta de papel e alumínio sobre tela.1999. 110 x 52cm.

Pasta de papel e alumínio sobre tela.1999. 110 x 52cm.

Pasta de papel, pó de ferro e arame. 1999. 80 x 53cm.

Pasta de papel, pó de ferro e arame. 1999. 80 x 53cm.

Pasta de papel e pó de ferro sobre tela. 1997. 110 x 130cm.

Pasta de papel e pó de ferro sobre tela. 1997. 110 x 130cm.

Pasta de papel e pó de ferro sobre tela.2003.1,5 x 1,5m.

Pasta de papel e pó de ferro sobre tela.2003.1,5 x 1,5m.

Pasta de papel e pó de ferro sobre tela.2002. 1,6 x 1,6m.

Pasta de papel e pó de ferro sobre tela.2002. 1,6 x 1,6m.


Objetos em tamanhos variados. 2003. 180 x 40 x 40cm. Pasta de papel, ferro.

Objetos em tamanhos variados. 2003.
180 x 40 x 40cm. Pasta de papel, ferro.

Objeto. 120 x 100 x 100cm. 2004. Pasta de papel, ferro, pó de ferro.

Objeto. 120 x 100 x 100cm. 2004.
Pasta de papel, ferro, pó de ferro.

Objeto. 220 x 60 x 60cm. 2004. Pasta de papel, ferro .

Objeto. 220 x 60 x 60cm. 2004. Pasta de papel, ferro

Objetos em tamanhos variados. 2004. 180 x 30 x 30cm. Pasta de papel, ferro, pó de ferro, cobre, alumínio e tecido.

Objetos em tamanhos variados. 2004. 180 x 30 x 30cm.
Pasta de papel, ferro, pó de ferro, cobre, alumínio e tecido.

Objetos. 2003. 180 x 40 x 40cm. Pasta de papel, ferro.

Objetos. 2003. 180 x 40 x 40cm. Pasta de papel, ferro.

Tecido e ferro. 2002. 100 x 30 x 30cm.

Tecido e ferro. 2002. 100 x 30 x 30cm.

Pasta de papel, ferro, tecido e pigmentos.2004. 260 x 30 x 15cm.

Pasta de papel, ferro, tecido e pigmentos.2004.
260 x 30 x 15cm.

Adalice Araújo, professora de História da Arte

"José Antônio de Lima impõe-se pela pesquisa de materiais da sua fase atual. Praticando uma espécie de pós-construtivismo, a organização da geométrica que adota é o pano de fundo para projetar a desconstrução da sociedade urbana, dos múltiplos objetos visuais que compõem o cotidiano; que ele tenta resgatar através de signos."


Nilson Monteiro, jornalista

"(...) Mais tarde, mesclaria os objetos enegrecidos pendurados nas paredes de sua adolescência rural com o fascínio de um tubo de pasta dentifrícia esmagada contra o asfalto das cidades.(...)A caminho da paz e do conflito, melecado de cores, sem vacinas contra influências e experiências, não há volta para este vício. (...) A atemporalidade, introversão, provocação, agressão, comunhão de sua arte estão na estrada. No mundo. O fazer do artista provoca a curiosidade. Quem duvidar que se aproxime."


Aurélio Benitez, crítico de arte

"É uma arte universal porque é genuinamente telúrica."


Antônia Schwinden, Especialista em editoração e publisher

"Em seus trabalhos, quase sempre com o tom adubado da terra, no entrelaçar das formas geométricas, uma profusão de signos aponta a direção. Servem todos os lados: estão abertas todas as possibilidades. Encadeando-se, os signos libertam a inquietação: tensão e movimento constroem o sentido rítmico."


João Henrique do Amaral, Diretor do Museu de Arte Contemporânea do Paraná

"Imponentes, místicas, as esculturas de José Antônio de Lima são de um vigor atemporal inexplicável, que sobrevoa civilizações diversas e delas apropria-se de signos mágicos e heréticos."



José Carlos Fernandes, Jornalista e editor de cultura, 1996

"Já são de seis para sete anos nestes meandros, tempo que se viu integralmente envolvido na pesquisa intensa que o conjunto de sua obra atesta. Nela está presente a terra, tratada como cor ('as de Curitiba têm muitas tonalidades'), o pó de serra, o óxido de ferro, a cera de abelha, tecidos e pigmentos, jornais e caixas de ovos..."

Artistas participantes do projeto MUVI
Incisões - Gravadores Contemporâneos do Paraná Textos e entrevistas Saiba mais sobre a história das artes plásticas no Brasil Saiba mais sobre o MUVI Links Recomendados mande um mail para o MUVI
Clique nas imagens para ampliar
Design da página: Fábio Channe
PARCERIAS:
Projeto POLVO Projeto de Extensão Artista na Universidade Teatro Monótono Projeto Heterodoxia Projeto para a Construçao de um Desenho  -  Marlon de Azambuja
 
 
É expressamente proibida a reprodução do conteúdo desta página sem a autorização do artista ou da Coordenadoria do MUVI
Todo o material (fotos e textos) que forma o conteúdo deste site foi fornecido pelos artistas focados,
sendo que a Coordenadoria do MUVI não se responsabiliza pelo mesmo.
© MUVI 2004