MUVI - Museu Virtual de Artes Plásticas
Renata Pedrosa
Artistas Visuais - Oficina 2002
Paço Municipal, Brande, Dinamarca - 2002
Outros trabalhos de
Renata Pedrosa


Folder digital
(clique na imagem))
Para abrir o arquivo, será necessário o programa winzip pi similar (os arquivos estão no formato .zip) O cartaz e o folder estão em tamanho A4 cada um.
Outros artistas no MUVI

O tecido me fascina. vejo neste material muitas possibilidades de construção. Existem tecidos de diversas espessuras, texturas, cores e padrões. Com o pano fazemos coisas para proteger o corpo, como roupas, cobertas, cabanas; usamos o pano dentro de casa para velar a janela, forrar um assento, dividir uma sala. Nas ruas também encontramos materiais semelhantes ao tecido: a lona, o plástico mole, a tela de nylon; são usados nas barracas, abrigos, obras e construções.

Sempre existe um pano que está próximo ao corpo.

Se o pano está encostado na pele, nosso peso, tamanho, movimento, transpiração fazem marcas em sua superfície; os tecidos das roupas, forros e cobertas ficam enrugados com o uso.

Observo as roupas que estão fora do corpo e percebo nelas os vestígios de quem as usou. Vejo nos leitos e assentos vazios os sinais daqueles que ali deitaram ou sentaram. Olho com atenção para os panos dobrados, esticados, pendurados, empilhados e sinto neles o movimento dos corpos que executaram estas tarefas.

Os materiais moles que estão em contato, ou ao redor do corpo, costumam estar acompanhados de elementos importantes. Uma estrutura pode suportar e/ou dar forma e volume ao tecido. Esta estrutura pode ser a própria construção do lugar. Um varal de roupas é extendido entre duas paredes; um pano que cobre a prateleira é fixado com pregos na tábua. existem também armações feitas de madeira e ferro que têm a função de suporte. Um assento de madeira pode ser recoberto com um pano; uma tenda pode ter barras de ferro para sustentar a lona de cobertura.

Gosto de reparar no uso caseiro que fazemos dos panos apoiados em estruturas. Eles estão nas peças de uso diário e são construídas com nós, amarrações, costura manual, pregos na madeira, emendas de arame. Têm improviso e originalidade nessas construções que são, sobretudo, muito pessoais.
Que sensações essas experiências causam em mim? Será que vejo nesses objetos inanimados as vivências dos corpos? O que quero compreender quando observo tão atentamente esses materiais? Essas perguntas me movem para construit os trabalhos. Uso os tecidos pois ele pode ser visto como uma pele; o veludo é a metáfora de uma pele macia. Quero aplicá-lo para traduzir as sensações e sentimentos das experiências diárias. Desejo materializar formas que conduzem à lembrança de fatos e vivências do cotidiano.

Renata Pedrosa, 2004

 

Versão para impressão_Currículo artístico_Mail para Renata Pedrosa



Fotografias da montagem da obra
Artistas participantes do projeto MUVI
Incisões - Gravadores Contemporâneos do Paraná Textos e entrevistas Saiba mais sobre a história das artes plásticas no Brasil Saiba mais sobre o MUVI Links Recomendados mande um mail para o MUVI
Clique nas imagens para ampliar
Design da página: Fábio Channe
PARCERIAS:
Projeto POLVO Projeto de Extensão Artista na Universidade Teatro Monótono Projeto Heterodoxia Projeto para a Construçao de um Desenho  -  Marlon de Azambuja
 
 
É expressamente proibida a reprodução do conteúdo desta página sem a autorização do artista ou da Coordenadoria do MUVI
Todo o material (fotos e textos) que forma o conteúdo deste site foi fornecido pelos artistas focados,
sendo que a Coordenadoria do MUVI não se responsabiliza pelo mesmo.
© MUVI 2004