Lendo Arte
Virgínia Gil Araujo
HYPNORDER.TV
Artistas participantes do projeto MUVI
Textos e entrevistas Saiba mais sobre a história das artes plásticas no Brasil Projetos parceiros do MUVI Saiba mais sobre o MUVI Links Recomendados mande um mail para o MUVI
Outros Textos












Outros artistas no MUVI
HYPNORDER.TV - www.hypnorder.tv
por Virgínia Gil Araujo


O projeto em webarte do artista Giancarlo Lorenci inicia em abril de 2001, quando o mesmo participa da Temporada de Projetos do Paço das Artes na USP. Neste trabalho apresenta uma instalação que ocupa o piso com a projeção da poesia visual "O que está em cima, o que está embaixo", realizada como aplicativo para animação Flash. A realização da animação e a edição dos arquivos sonoros contou com o programador Regener Fortes. Os sons e ruídos captados pela internet compõem a trilha, associados à montagem tipográfica em movimento. A programação em Flash permitiu que o público tivesse acesso ao comando da animação, podendo interagir e interferir na seqüência, no ritmo e na escala das imagens, assim alterando a sua percepção do ambiente em torno.

O website hypnorder.tv foi criado a partir da animação desta poesia visual, experimentando as possibilidades de trabalhar a palavra e a fotografia como imagens em movimento. As experimentações circunscrevem um cinema gráfico. O uso de efeitos de luz e som, através da tela do monitor e speakers, cria um ambiente cinematográfico que funciona como meio de envolvência do corpo. Nos experimentos gráficos, a estratégia de hiper-aceleração das imagens, em associação com as cores luminosas, assim como as colagens e sobreposições sonoras, acabam por produzir inusitados efeitos "hypnóticos" que conduzem ao humor crítico, sobre a banalização das imagens veiculadas pelas mídias eletrônicas como a televisão e a internet. Por escolha do grupo, a atual interface do site sugere uma situação de aporia criada pelo espaço gráfico em labirinto, onde o interator deverá escolher o caminho sem indicação prévia do conteúdo que encontrará nos links.

Observa-se que a condensação da interface permite a visualização do site em outros meios, como computadores portáteis e celulares que tenham o aplicativo Flash Player instalado. Na versão atual do site, no menu principal, não se encontram indicações funcionais de busca, mas indicações lúdicas, como os ícones criados a partir de monstros da série japonesa de TV "Ultramen", representativos do repertório midiático. Já o menu da primeira versão, apresentava uma linha de links-alvos com ambígüas indicações: "red alert zone", "psicowar", "bunker", "anti-clube", fazendo alusão à tensão mundial desencadeada pelos atentados de 11 de setembro de 2001 e as posteriores invasões do Afeganistão e do Iraque.

O website passa a contar com artistas colaboradores e será ampliado com a participação no FILE, inicialmente em 2002 com sua primeira versão, seguindo respectivamente em 2003 e 2004 com a apresentação no Paço das Artes de "Lost in Hypnospace" e no Hypersônica, de "Wunderplastic Hypnophonic". Em 2005, o projeto participa da Bienal de Praga com a vídeoprojeção"Hypnowar", em que as telas funcionam como um livro aberto na dupla projeção, operando por paratáxi, como um cinema gráfico. O trabalho é um resgate da estética underground de cineastas experimentais como Rogério Sganzerla, Jean Luc Godard e Man Ray, que romperam com a linearidade das estruturas narrativas tradicionais. Na compreensão do grupo, objetivamos retomar as experimentações destes cineastas que, ao introduzirem novos elementos na história do cinema, realizaram um cinema além do cinema, ou um meta-cinema, um cinema sem limites, que utiliza os processos de apropriação e montagem de forma iconoclasta e inconformista.

Esse espírito de provocação orienta nossa atuação conjunta em processos de trabalho não usuais, como a autoria coletiva, que se configura na diversidade do universo gráfico do site, manifestando-se também nas projeções em performances dj/vj, nas vídeos-instalações, além das trilhas de áudio. Na versão do site atualmente disponível na rede foram incluídos um vídeo blog e um rádio blog, nos quais podem ser assistidos diversos vídeos e ouvidos experimentos e colagens sonoras.


FICHA TÉCNICA

Autoria Coletiva: Giancarlo Lorenci, Regener Fortes, Tânia Jungblut, Virgínia Gil Araujo,

Artistas colaboradores:

· André Lenz, Alcyone de Godoy, Daniel Acosta, Dr. Silvestre, Lilia Kawakami, Marcelo Solá, Emerson Pingarilho, Guilherme Pilla, Fernando Pião, Denise Adams, Helena Martins-Costa, Gerson Klein, Guto Spósito e Guazzeli

Design da página: Fábio Channe
PARCERIAS:
Projeto POLVO Projeto de Extensão Artista na Universidade Teatro Monótono Projeto Heterodoxia Projeto para a Construçao de um Desenho  -  Marlon de Azambuja
 
 

É expressamente proibida a reprodução do conteúdo desta página sem a autorização do artista ou da Coordenadoria do MUVI