Rosana Ricalde
Encontro dos rios com o mar
2004

Desenvolvo já há algum tempo uma intensa pesquisa sobre elementos e códigos da comunicação literário-verbal e as possibilidades de alargamento e expansão dos limites contidos nessa dinâmica. Tenho especial interesse pelos suportes tradicionais da escrita, encontrando aí material para intervenções que tensionam a linguagem em seus aspectos fonético, morfológico, sintático, semântico e, eventualmente, social. A palavra se apresenta então como elemento-base neste processo, plataforma de atuação onde a manipulação de sua forma irá configurar os deslocamentos poéticos por mim produzidos.

Não se trata apenas de explorar a escrita fora de seu registro convencional, mas de buscar por um grau de densidade da mesma que é mais e mais solapado pelo sentido de urgência dos tempos em que vivemos. Procuro conferir visualidade corpórea a fragmentos de textos extraídos de poemas, romances, manifestos; como se a partir desta ação, a palavra se visse efetivamente "praticada", ganhando corpo em arranjos que se projetam para além de seu suporte originário, expandindo-se em desdobramentos simbólicos cuja silenciosa presença é pontuada por um comentário poético a respeito das instâncias envolvidas no processo da escrita e de sua assimilação. Elementos caros à escrita - a narrativa, a semântica, a sintaxe do texto - são subvertidos, expandindo-se numa operação de superposição e rebatimento de sentidos, no que pode ser apreendido como uma livre prática de desassociação entre conteúdo do texto e a forma do vocábulo.

Rosana Ricalde

Fonte: http://www.muvi.advent.com.br
Coordenação: Fábio Channe